O mundo de hoje, século 21. Cenas fortes no final do post. Se você é sensível não veja o video.

anjo

Ler notícas de atrocidades e de violência no Brasil se tornou uma rotina a população infelizmente acostumou ouvir e conviver com essas aberrações quando deveriam se indignar, eles acham normal. Se um policial trata com arrogância e até agride um ladrão, a população aplaude por não acreditar mais na justiça, quando o tratamento do policial deveria ser de apenas prender respeitando os direitos até mesmo do criminoso ou de quem quer que seja, eis que existe um câncer na sociedade quando os militares controlam a população porque se hoje ele agride o ladrão amanhã irá agredir o homem de bem. O que quero lembrar que num país democrático não existe policiais militares controlando a população, militares são herança de uma ditadura que ainda latejam no coração do país.
Outro dia estava lendo uma noticia na internet (link no final do post) um rapaz que estrupou uma criança de 4 anos e matou. Prenderam o criminoso e no presídio ele foi estuprado por vinte homens soropositivo, infectados com o vírus do HIV.
vejo comentários bárbaros que diziam:”bem feito, tinham que matar o infeliz” realmente é repugnante alguém que estupra e mata um outro ser humano, mas onde nos torna diferente dele quando desejamos sua tortura ou sua morte? A que ponto a raça
humana chegou a querer fazer leis com as proprias mãos? Estamos regredindo ou estamos recebendo visitas de seres inferiores que estão reencarnando no planeta terra?
Porque não é humano desejar a tortura e a morte de outro humano mesmo que esse seja um estuprador, os seres civilizados não agem dessa forma e nem aceitam essa brutalidade. Caso você for contra aquele tipo de atrocidade, estupro em massa do estuprador as pessoas em geral irão taxar você como convivente do ato criminoso
do acusado. Mas não se trata de aceitar o ato criminoso do estuprador, mas de não aceitar qualquer tipo de violência seja ela contra quem for, num país democrático e civil isso jamais poderá existir mesmo a população assim desejando, as autoridades deveriam garantir o direito e a defesa de quem quer que seja deixando a justiça julgar e absorver ou condenar o réu.

Somos todos iguais? selvagens, bárbaros e maníacos a ponto de nos satisfazer com a tortura do proximo, mesmo esse sendo um ladrão, estuprador, assassino? Pois eu como sacerdotisa vos digo, não se deixes envenar, saia dessa estrada e não julgues e nem jogue a primeira pedra, porque essa servirá para te ferir no futuro. Sejam mais civilizados e creiem na justiça do universo, essa nunca falha. As leis do universo conspira ou a favor ou contra você, dependendo o que você plantou para fluir. Pense e reflita nunca é tarde para mudar, evoluir. Um espírito pacífico não é violento mesmo quando atacam alguém de sua família. Rogo aos espíritos puro de luz, aos voduns que estejam ao lado das famílias vítimas desses assassinos, estuprados, torturadores, e de todo espírito primitivo que vem ao mundo somente para fazer maldades. Que os nossos voduns deem fôrças a essas famílias e não as deixem entrarem no túnel das trevas, conduzam essas famílias no caminho da luz e acalente suas dores e ajudem as mesmas suportarem essa dor descomunal.
Tentando acreditar nos seres humanos e achando que não sou a unica nesse planeta a ser contra a violência e a favor do gesto civilizado mesmo com pessoas criminosas, porque violência gera violência, ódio gera ódio.
As fôrças dos voduns nos leve em direção a luz.
O Rei Dan é vivo.
Dangbe Gbenoi

Se você tem estômago veja o video de um estuprador na prisão sendo estuprado, video chocante cenas muito forte. Eu não consegui ver até o fim. Veja AQUI.

hipnoseandreiacamargo.jpg

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s