Minha casa de santo se chama Ilê de leba Cigana das almas

cigana

Ola
sou Babalorixa dofonitinho de Oxum de ketu tenho 18 anos de feito tenho barracão aberto e costumo dizer que o meu barracão
é ilê da minha Leba.
Muita gente me critica porque dou festa da minha pombagira Cigana das almas e nunca dei uma festa para a minha mãe oxum, mas quando tiro yao a gente toca para todos orixas e nessa hora fazemos saudação a Oxum, mas a minha diaba eu amo demais não posso viver sem ela e a casa é praticamente dela, foi ela quem me deu a terra onde eu abri meu barracão. Toda semana no sabado eu toco para minha Leba e tiro yao somente uma vez no ano. Muitos mi condenam por colocar minha leba na frente do barracão mas é ela quem paga minhas contas e enche a casa de clientes e yaos, e aqueles que fazem certo estão de casa vazia.
Mandei somente o email para dar os parabéns pelo site e ouvir sua opinião se estou certo ou errado mesmo no meu entender eu estou certo
como tinha falado quem paga minhas contas é minha leba minha rainha pombagira Cigana das almas.
Pombagira abre os caminhos de todos e minha mãe oxum abençõe.

sofo
Sofo Andreia Camargo responde:

Salve Babalorixa dofonitinho de Oxum!!!
Vejo muita confusão nos dias de hoje, pessoas confundindo Legba, com catiço, pombagira… “legba é um vodun masculino” e longe de parecer uma pombagira é até uma ofensa ao vodun compará-lo com catiço pois ele é muito viril masculinamente falando tanto que em muitas vezes sua representação é sempre de uma estátua com um fálico em evidência.

Legba na entrada de uma cidade no Benin
Legba na entrada de uma cidade no Benin

Quanto ao senhor meu caro dar mais valor a seu catiço que o proprio Orisa que foi iniciado é uma escolha sua, mas eu digo sempre que pombagira é um catiço, e casa cheia não significa ter asé, Melhor poucos mas fiéis e respeitosos com o sagrado. Um catiço não pode ser o chefe de uma roça de uma pessoa iniciada no candomblé, ha muita confusão no itá (ori) do povo, cultuam pombagira como deusa num nivel acima do proprio Orisa, com todo respeito as pombagiras, mas não podemos colocá-las acima dos Vodun ou Orisa. Lamentável que o senhor não aprendeu e nem seguiu as mínimas bases do candomblé e regras que lhe fizesse ter uma visão mais ampla doque é nossa religião, a base maior do candomblé é a humildade, nos é passada quando propendemos nosso corpo e reverenciamos nossos mais velhos, não se pode chamar de candomblé uma casa que tem como dona da roça um catiço, uma pombagira, onde fica o amor e o respeito pela sua Oshun? Penso que o senhor dirige qualquer coisa menos candomblé. Me dou o direito de ser franca com sua pessoa, não creio que ao mandar-me um email e me questionar sobre suas práticas não gostaria que eu lhe respondesse com belas palavras para nutrir o seu ego. Por tanto meu caro reveja toda sua estrutura e fixe sua meta numa outra direção, quem sabe num terreiro de umbanda ou quimbanda, pois candomblé não é tocar somente para pombagira tem muitas outras coisas envolvidas, o senhor não pode dizer que sua casa é um candomblé.

Quero deixar claro que tenho maior respeito e admiração pelas pombagiras, pela umbanda de onde geralmente a maioria iniciou,  mas devemos colocar pingos nos “i”, e separar essa mistura que vem ocorrendo e confundindo muitos leigos que julgam alguns por todos.

O Rei Dan felizmente é vivo.
Dangbe Gbenoi
vanni.camargo@gmail.com

hipnoseandreiacamargo.jpg

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s