Preconceito e racismo.

disSegundo alguns autores, o racismo é a doutrina que sustenta a superioridade sobre outras pessoas, podendo representar ainda o preconceito ou discriminação em relação à indivíduos considerados de outras etnias. Preconceito é uma indisposição, um julgamento prévio negativo que se faz de pessoas estigmatizadas por estereótipos.

No candomblé existe ainda um grande tabu sobre vários temas que podemos dizer se tratar de preconceito e muitas vezes ocorrem até mesmo racismo inverso quando dizem que branco não tem “santo,” claro que todo ser humano tem sua ancestralidade, somos todos iguais, tenho absoluta certeza que nossos voduns, orixás e Nkices não tem preconceitos contra ninguém isso são coisa de humanos que usam seus medos para subjugar outras pessoas. Os nossos deuses não estão preocupados com a roupa que vestem a posição do laço, saia para mulheres, calçolao para os homens isso é vaidade humana, a espiritualidade está acima de toda essa vaidade que o ego humano cria em suas mente, alguns chegam a serem extremistas em julgar seus irmãos de religião quando deveriam se importar com o caráter esquecerem a parte material de cada um. Dentro do candomblé vem se criando novas normas e novos costumes, alguns do passado vem sendo abolido e vem sendo criado novas éticas em relação a muitas tangentes, algumas positivamente mudadas, outras que afetam a essência do sagrado, sabemos que sendo uma religião derivada de povos indígenas africanos é primitiva onde o sacrifício humano era realizado no passado, hoje substituído pelo sacrifício dos animais, essa questão vem sendo debatida por povos de outras religiões que reprovam e criticam essa pratica por puro preconceito visto que se trata de pessoas carnívoras que se alimentam de carne a qual é *indevidamente sacrificada (*sacrificados sem dignidade) e exposta em supermercados. A questão é bem mais grave se trata de intolerância religiosa, em varias religiões existem os sacrifícios de animais, milhares de perus são sacrificados no natal para a ceia, se catalogarmos as religiões que sacrificam animais a lista sera enorme esse acanhamento contra o candomblé é puramente preconceituoso e racista por se tratar de uma cultura africana. Muitos desses fanáticos religiosos que criticam o povo do axé foram ensinados a odiar as outras religiões, ninguém tem esse direito de julgar o seu próximo. Por trás de todo esse ódio estão o interesse do capitalismo do dizimo que sustenta riquezas de pessoas que de religioso não tem nada, apenas o poder de controlar com as palavras as massas. Observando todos esses fatores, seria justo um mundo onde todas as vidas fossem respeitadas sejam elas quais forem, humanas ou animais e toda humanidade se tornassem veganos. Saber que não encontraremos mais dentro de supermercados a sessão do açougue onde vemos centenas de cadáveres de animais expostos seria uma grande satisfação e vitoria para a humanidade.

Um mundo ideal é aquele onde:

_ As pessoas não julgam seu proximo.

_ Todos são veganos.

_ Não existem religiões.

_ O amor é incondicional.

_ Exista respeito e dignidade.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s