Mãe soberana

Gea_Gaia_culto-religioso-451x600

Piso na tua face.

Cuspo em teus seios.

Escarro minhas lembranças no teu ventre.

Enterro em ti meus detritos.

Não respeito.

Não entendo o quanto és importante.

Desvalorizo o teu potencial.

Em querer-me bem.

Mesmo maltratada insiste em defender-me.

Deixa que teus filhos a maltratam.

Dando seu fulgor.

Compreendo meus erros na velhice.

Tento transmutar tudo o que fiz.

Perdoa-me infinitamente o mal que te fiz.

Relato aos jovens de hoje.

Que devemos preserva-la.

Sustenta-la e respeita-la.

Como nossa mãe.

Que és tu soberana e majestosa.

Mãe Terra.

Do livro: Múrmurios da alma

3

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s