O Sopro do vento de Andreia Camargo

soproUm romance com mais de 600 paginas, conflitos, paixões, assassinatos e mistérios.

… Na delegacia, o escrivão Almeida conversa com o meirinho João Alencar sobre os últimos acontecimentos:
_ Meirinho João Alencar, os soldados do vice-rei do Brasil, o Conde de Sabugosa, foram por ordens suas atrás dos quilombolas e segundo ele, quer de qualquer jeito a cabeça do líder deles e que todos os escravos sejam restituídos aos seus donos.
O meirinho João Alencar retruca ao escrivão:
_ Será uma missão muito difícil. Os quilombolas estão acostumados com o mato, vivem na selva, os soldados do vice-rei são homens de cidade. Não acredito que eles consigam pegar esses foragidos, senhor escrivão.
O escrivão discorda do meirinho:
_ Pois eu acho que eles estão muito bem preparados para estas investidas. Dentro de alguns dias ficará sabendo da prisão do criminoso Ajagunã.
O meirinho continua descrente do que o escrivão fala, mas não deixa de torcer pela prisão do criminoso. Segundo a sociedade, o líder dos quilombolas era um assassino feroz e sem piedade.
Existem muitas histórias que se transformaram em verdadeiras lendas populares, onde a população cria um mito criminoso, que é capaz até de fugir das armas dos soldados, porque tem o poder da invisibilidade. Alguns contam que Ajagunã, certa vez sobrevoou um batalhão de soldados e conseguiu escapar. São todas invencionices da mente humana.
Venda nos países:

Brasil

EUA

Itália

França

Japão

Inglaterra

Espanha

Alemanha

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s